Afro-trip: descubra a cidade de Alcântara, no Maranhão

22 - 01 - 2016

mequetrefismos-ok-dicas-de-viagem-maranhao-alcantara

Já ouviu falar em Alcântara, no Maranhão? Uma cidade parada no tempo, com muita história pra contar e que nos dá muito orgulho dos nossos ancestrais. O município brasileiro é um dos locais mais antigos do país, que resiste em ruínas até os dias hoje.

A melhor maneira de chegar a Alcântara é pelo mar, partindo do Porto de São Luís. A duração da viagem é de quase uma hora em mar aberto, ao embalo de boas ondas e muito vento.

mequetrefismos-viagem-alcantara-maranhao

 

 

mequetrefismos-viagem-historia-afro-maranhao

Aproximadamente em 1648 foi fundada Alcântara, com o duro trabalho dos escravos trazidos para o Brasil, as ruas, calçadas, casarões e igrejas foram erguidos por estes. Embora muito linda, mesmo que em ruínas, a cidade carrega toda a energia, a memória do período colonial e recordações de nossos antepassados, que ajudaram a construir o nosso país e, infelizmente, não estão nos nossos livros de história.

IMG_7548

 

 

IMG_7549

A chegada na cidade é por um pequeno porto, e ao desembarcar já se percebe um clima antigo e provinciano. Dentre, vielas e becos está a Rua da Amargura, onde antes moravam os ricos barões, hoje resiste em ruínas. Entre as construções estão o Palácio Negro, antigo mercado de escravos, que foi fortalecido com a fundação da Companhia do Comércio do Grão-Pará e Maranhão, administrado por Portugal devido ao intenso comércio mercantilista.

A Atuação da Companhia teve grande influência nas mudanças da região maranhense, que começa a proibição da escravidão indígena e assim acentuando o crescimento dos escravos africanos comprados a partir de financiamento pela própria Companhia do Comércio.

mequetrefismos-viagem-alcantara-rua-da-amargura

 

mequetrefismos-viagem-alcantara-maranha-palacio-negro

 

mequetrefismos-palacio-negro-Rua-da-Amargura-alcantara

 

 

Trazidos de Cacheu, na Guiné-Bissau, e Angola, trabalhavam nas lavouras de arroz e algodão, bem como na construção da cidade. O Museu Casa histórica de Alcântara, reside em um grande casarão do século 19, revestido por azulejos portugueses. Mobiliado com acervos de um barão da época, lá é possível encontrar móveis, obras de arte sacra, santos do pau-oco, louças originais e até mesmo as antigas senzalas. O Museu fica próximo da Praça da Matriz, que possui um dos cartões-postais da cidade, a matriz de Igreja de São Matias, que jamais foi construída totalmente, e no mesmo espaço está um pelourinho original, sinônimo de orgulho.

mequetrefismos-alcantara-maranhao-azulejos

 

 

mequetrefismos-azulejos-maranhao-alcantara

 

 

mequetrefismos-dica-de-viagem-alcantara-maranhao

 

 

mequetrefismos-dica-de-viagem-palacio-da-matriz- alcantara-maranhao

 

 

mequetrefismos-dica-de-viagem-alcantara-maranhao-praca-da-matriz

Ainda por ali, está o considerado mais belo templo, a Igreja do Carmo, que chama atenção por sua decoração genuinamente barroca com painéis de azulejos portugueses por toda parte interior do templo.

mequetrefismos-dicas-de-viagem-maranhao-alcantara-igreja-do-carmo

 

 

mequetrefismos-viagem-maranhao-alcantara-igreja-do-carmo

Encanta conhecer a história a partir da versão de um nativo Senhor, que voluntariamente ajuda a manter o templo em bom estado. Ele conta que os escravos, com apoio de uma freira missionária portuguesa, foram cedidos por seus senhores para que fosse construída a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Negros.

mequetrefismos-alcantara-maranhao-igreja-rosario-dos-pretos

 

mequetrefismos-alcantara-maranhao-dicas-de-viagem-igreja-rosario-dos-pretos

 

A formação dos Quilombos tem grande relevância para a história do Maranhão, devido a quantidade de vegetação nativa. Escravos se refugiavam nestas regiões por serem de difícil acesso pela ações policiais e capitães-do-mato. Pelo fato dessas redondezas escaparem do controle do Estado, sentiam-se mais seguros e com isso foram se multiplicando até a abolição da escravatura.

 

mequetrefismos-dicas-de-viagem-alcantara-maranhao-quilombos

 

 

mequetrefismos-dicas-de-viagem-quilombo-maranhao-alcantara

Muita história do Brasil e sofrimento são percebidos por Alcântara, uma cidade lindíssima que foi palco de um triste, mas importante panorama da construção da nossa sociedade, que merece mais atenção. A verdadeira sensação de estar em um lugar onde seus antepassados sofreram tanto, nunca é das melhores. Contudo é uma experiência importante para termos ainda mais orgulho das nossas origens e nos inspirar em nossa batalha de cada dia.

 

Tags:

thais-pires

Thaís Pires

Estilista por profissão e criativa por natureza. Apaixonada pelas artes, inspira-se em uma vida leve e colorida. Encantou-se por decoração quando colocou em prática seu sonho de ter um "ap" para chamar de seu e nele estampar sua personalidade. Atualmente, vive em um relacionamento sério com o estilo #diy ou #façavocêmesmo.