Sociedade da elegânica: conheça o estilo dos Sapeurs

03 - 03 - 2015

ABERTURA

Eles são bem-vestidos, coloridos e impecáveis. Os Sapeurs podem ser definidos como uma espécie de “dandies do Congo”, mais especificamente do distrito de Brazzaville, que prezam pelo estilo e elegância de antigamente, mas com uma leitura colorida e exuberante, tipicamente africana.

mequetrefismos-farm-sapeurs_1

Muito além da moda, o início da subcultura teve muito a ver com um contexto político. A história dos Sapeurs começou na década 50, quando o cantor de rumba Papa Wemba, uma astro-pop local, fundou Le SAPE (Society of Ambianceurs and Persons of Elegance), que funcionava com uma reação à proibição do Presidente Mobutu ao uso do terno ocidental.

mequetrefismos-farm-sapeurs-2

A vaidosa trupe masculina ganhou visibilidade e respeito, até que invadiu a cena parisiensegraças a Wemba, embaixador do estilo e lifestyle Sapeur. Os ternos bem cortados por alfaiates locais começaram a dividir espaço com peças de marcas como Versace, Prada, Gucci e Armani, sem contar com os valiosos acessórios e sapatos vintage, de décadas como 30, 40 e 50. Os menos abastados, recorrem aos brechós, lojas de segunda mão e, muitas vezes, fazem a troca dos figurinos entre eles mesmos.

mequetrefismos-farm-sapeurs-3

Mas o visual ousadíssimo que faz o twist entre elegância e despojamento, conquistou os olhos do mundo da moda, quando em 2010, no desfile de Paul Smith, foram levadas pra passarela versões femininas dos charmosos dandies da África Central, na coleção inspirada pelo livro “Gentlemen of Bacongo”, de Daniele Tamgani…

mequetrefismos-farm-sapeurs-4

…e, posteriormente, em 2012, também foi fonte de referência pra outra musa, Solange Knowles, no clipe de “Losing You”:

Quer saber mais sobre a vida dos Sapeurs? A Guinness também fez um documentário bastante interessante, que retrata o dia a dia e os bastidores do grupo:

Moda e atitude: a gente vê por aqui.

 

{Conteúdo produzido originalmente para ADORO FARM}