Flores de dezembro: Diara por Larissa Felsen

01 - 12 - 2015

mequetrefismos-luiza-brasil-larissa-felsen-luara

Sim, o “Novembro Negro” acaba de se despedir. “Negro”, não por uma questão pejorativa, muito menos depreciativa, dessas que a nossa língua portuguesa faz questão diariamente de nos empurrar goela baixo e que pairam no subconsciente das pessoas. “Negro” pelo seu empoderamento, pela sua tentativa incessante de mostrar o quanto a representatividade importa e que a luta pela igualdade racial está longe do fim.

Começamos mal, bem mal. Quem não se lembra do episódio de racismo nas redes sociais, que ocorreu com a atriz Taís Araújo? Alguns queriam tratar o acontecido como uma “atitude de gente que não tem o que fazer” ou “uma ação impensada”. Mas não caros amigos, para esses, o papo tem que ser direto e reto: RACISMO É CRIME E MERECE PUNIÇÃO. Não tentem minimizar a nossa dor!

Começamos a ver uma ponta de esperança. Às vésperas do Dia da Consciência Negra, o governo lança uma campanha de combate e superação do racismo, que mostra para o mundo inteiro que #LugarDoNegro é onde ele quiser. Entre anônimos, famosos e “webfamosos”, a corrente cresceu, ganhou milhões de adeptos e vimos que o céu o limite.

Mas nos últimos dias desse mês, que tudo indicava que encheria o nosso peito de esperança e orgulho, o nosso “céu” virou um mar de sangue, com direito a muitos tiros de fuzil. Cinco jovens negros Roberto de Souza Penha, 16, Carlos Eduardo da Silva de Souza, 16, Cleiton Correa de Souza, 18, Wilton Esteves Domingos Junior, 20, e Wesley Castro Rodrigues, 25, foram assassinados cruelmente em Costa Barros, zona norte do Rio do Janeiro, após serem surpreendidos por policiais militares. Racismo? A autoridade máxima do governo estadual do RJ, Luiz Fernando Pezão, insiste em dizer que não…

Hoje o coração não só da família desses 5 rapazes, mas de toda a fatia sensata da sociedade está partido.

Tinha programado para hoje falar de poesia e alto-astral. Mas não tinha como retratar qualquer coisa, sem tocar no assunto que me destruiu por dentro no dia de hoje. Pensar na juventude interrompida desses meninos, nos pais desses garotos e em quanto outros milhares de jovens podem entrar nessa estatística me fazem querer cada vez mais correr contra o tempo, pensando em futuro melhor e mais confortável para todos os meus.

Que dezembro, seja mais doce. Seja mais cor, flor e amor. Seja!

Para encerrar, imagens do lindíssimo editorial “Matin de Printemps”, estrelado pela maravilhosa Diara (Joy), com fotografia da mega-ultra-blaster Larissa Felsen  e maquiagem da Virginia Barbosa .

Ainda existe beleza nesse mundo.

1-mequetrefismos-matin-de-printemps-luiza-brasil-larissa-felsen-luara

 

 

2-mequetrefismos-matin-de-printemps-luiza-brasil-larissa-felsen-luara

 

 

3-mequetrefismos-matin-de-printemps-luiza-brasil-larissa-felsen-luara

 

4-mequetrefismos-matin-de-printemps-luiza-brasil-larissa-felsen-luara

 

5-mequetrefismos-matin-de-printemps-luiza-brasil-luara-felsen-luara

 

6-mequetrefismos-matin-de-printemps-luiza-brasil-larissa-felsen-luara

 

 

7-mequetrefismos-matin-de-printemps-luiza-brasil-larissa-felsen-luara

 

 

 

Créditos:

Virginia Barbosa – maquiadora
http://virginiabarbosamakeup.tumblr.com/
https://www.facebook.com/virginiabarbosamua/?fref=ts
www.instagram.com/virginiabarbosamua

Larissa Felsen – fotógrafa
www.larissafelsen.com.br
www.larissafelsen.tumblr.com

www.instagram.com/larissafelsen

 

 

 

VEJA TAMBÉM:

#Strike a pose: Luan dos Anjos por Gustavo Lopes